Blog que avalia e compara sites

Como evitar ser enganado num site de encontros

19 de Dezembro, 2017
Como evitar ser enganado num site de encontros

Lá diz o ditado que mais vale só do que mal-acompanhado(a). Encontrar o amor através da Internet é uma alegria; dececionar-se com alguém que conheceu online, é comum… mas arruinar a sua vida, é capaz de ser um pouco demais! Como evitar que isso aconteça? Lendo estas dicas e percebendo como pode identificar pessoas que apenas querem tirar proveito da situação.

Tome atenção ao tipo de mensagens

Uma das formas de perceber se está prestes a ser enganado(a) num site desencontros é através das mensagens que a pessoa em causa lhe envia. As mensagens estão a responder às suas perguntas ou são mensagens genéricas que poderiam ser enviadas a qualquer outra pessoa alterando apenas o nome, por exemplo? Por descuido ou preguiça, os autores de tentativas de fraudes enviam para todas as pessoas que estão a tentar atrair as mesmas mensagens. Tome também atenção ao tipo de perguntas que lhe fazem. Desconfie de pessoas que querem saber quanto ganha ou quanto vale a sua casa, por exemplo. Se a conversa se direcionar para o lado financeiro, corte o mal pela raiz!

Analise as fotos de perfil

Desconfie de imagens de pessoas que parecem bonitas demais para serem reais. Esta é a forma mais comum de atrair vítimas. Por outro lado, se a pessoa com quem está a falar tem 40 anos, mas exibe uma imagem onde não aparenta ter mais de 20, tome cuidado. E o mesmo conselho se aplica em casos em que a pessoa com quem está a falar só lhe envia uma imagem, precisamente aquela em que parece um modelo fotográfico ou lhe envia outra completamente diferente. Felizmente, hoje em dia há formas para tentar perceber se a foto é real. Use um motor de busca de reconhecimento facial, como a pesquisa por imagem do Google ou o Tineye, para ver se a imagem é única ou está em todo o lado.

Procure pela pessoa na Internet

Através do nome que o seu ou a sua pretendente lhe facultou, consegue facilmente fazer uma pesquisa online. Essa pessoa existe de verdade? Se as páginas que encontrou correspondem ao que a pessoa lhe disse (tem uma conta de Linkedin e outra de Facebook, por exemplo), ótimo! Caso contrário, continue a pesquisar usando outras informações dessa pessoa (local onde vive, trabalha ou estuda, por exemplo) ou encerre de vez esse relacionamento. Lembre-se que hoje em dia, há pessoas que não se inibem em comprar os chamados "pacotes online" que contém modelos de cartas de amor, fotos, vídeos e até identidades falsas. Se está mesmo desconfiado(a), recorte e cole trechos de um email para um motor de busca e veja o que lhe aparece, sim?

Não divulgue os seus dados pessoais

Até conhecer melhor uma pessoa, mantenha a conversa num nível superficial. Não revele informações pessoais. Alguns golpistas mais persuasivos, conseguem obter informações íntimas que depois usam nas suas ameaças: ou lhes envia dinheiro ou divulgam esses dados.

Considere a rapidez com que a outra pessoa se declara

Social

Se a pessoa com quem está a falar tenta mudar o relacionamento para algo mais íntimo muito rapidamente, fique alerta! Alguém que diz que o(a) ama sem nunca se ter encontrado consigo ou não está no seu juízo perfeito ou está a tentar enganá-lo(a). Desconfie também de quem quer sair de imediato do site de encontros para continuar a conversa por email, telefone, etc. No entanto, está é a regra. Há exceções. Existem pessoas dispostas a investir tempo em cultivar um relacionamento falso para ganharem a confiança dos utilizadores de sites de encontros. Felizmente a mentira tem sempre pernas curtas e por isso, mais tarde ou mais cedo, acabará por perceber que está a ser enganado(a) quando a pessoa em causa arranja desculpas sucessivas para não marcar um encontro, por exemplo, ou atreve-se a pedir-lhe dinheiro.

Evite relacionamentos com pessoas que estão muito longe

Como é muito mais fácil sofrer um golpe quando a pessoa em causa vive longe (e como é mais difícil manter um relacionamento à distância), o ideal é optar por conhecer apenas pessoas que estão perto de si do que pessoas que estão do outro lado do globo.

Converse ao telefone antes de marcar um encontro

É mais fácil ser enganado(a) através de um texto do que através de uma conversa telefónica onde as emoções não são facilmente escondidas. Se usa o Skype, por exemplo, antes de marcar um encontro presencial peça à pessoa para usar a webcam. Se a pessoa alegar que não tem camara ou se se mostrar empolgada mas começar a adiar ou evitar um telefonema ou vídeo chamada, afaste-se.

Encontros durante o dia e em locais públicos

Independentemente de estar ou não desconfiado(a) de que a pessoa com quem se vai encontrar possa estar a enganá-lo(a), convém que marque sempre durante o dia e num local público… não vá o diabo tecê-las. Também é importante que fale sobre esse encontro a um amigo ou familiar: diga com quem (supostamente) se vai encontrar, onde e a que horas.

Não empreste dinheiro

Nunca envie dinheiro para uma pessoa que tenha conhecido online, independentemente das razões ou do tempo de relacionamento. O sinal mais claro de que vai ser enganado(a) surge quando alguém lhe pede dinheiro emprestado. Nem perca tempo a perguntar como e porquê! Quanto mais elaborada for a história, mais rápido se deve afastar.

Denuncie

Se identificar uma tentativa de fraude, partilhe essas informações (incluindo fotos e mensagens utilizadas durante os contatos) com a administração do site de encontros e impeça que outras pessoas possam ser enganadas.

Tal como o pátio da escola, a discoteca, a praia, a festa em casa de uns amigos, o escritório… a Internet é um meio onde pode encontrar o amor, sim, mas onde se pode deparar também com pessoas que estão a usar as novas tecnologias como escudo para levarem a cabo as suas tentativas de fraude. Fixe as principais dicas para as evitar e nada o(a) vai impedir de fazer uma triagem até encontrar uma boa companhia!


Um comentário

  • Ruby 13 jul 2018, às 22:30

    É difícil ter experiências boas nos sites. O meu filho tem vividos experiências traumatizantes e já perdeu milhares de euros. As pessoas inventam muitas coisas para pedir dinheiro. Querem saber de tudo da outra. Além disso eu até acredito que os próprios sites de encontros podem praticar fraudes porque através das perguntas e respostas ficam a conhecer toda a vida das pessoas e até fingem que são pessoas novas inscritas mas não são.. As fotos colocadas podem ser falsas e até tiradas da Internet. Até poderá conseguir encontrar uma namorada mas é sempre difícil saber o que se está a passar do outro lado.

Comente o artigo

Campos obrigatórios *