Blog que avalia e compara sites

Chat versus Bar

5 de Fevereiro, 2018
Chat versus Bar

Já sabíamos que as vantagens dos encontros online são superiores às desvantagens, mas o que falta compreender é se o chat é melhor que o bar, ou seja, se as suas tentativas para conhecer uma pessoa especial terão mais sucesso na Internet ou fora dela.

Nem sempre é fácil manter uma relação. Um namoro exige dedicação, persistência, paciência e uma dose considerável de cedência. Mas mais difícil do que manter uma relação é iniciá-la, até porque são precisas duas pessoas. Uma já aqui está, a ler este artigo, mas falta a outra. E para a encontrar precisa de estar aberto(a) a fazer novas amizades. Este conselho serve para potenciar os seus encontros presenciais e os seus avanços online. Não faz mal nenhum esforçar-se um pouco para conhecer alguém. Se está à espera que essa pessoa apareça por magia, anda a ver muitos filmes. Por isso, comece a socializar como se não houvesse amanhã. Onde? Poe exemplo, em locais “de engate” tradicionais como bares e discotecas ou em sites de encontros e redes sociais. Os últimos já deram provas de que são meios, como outros quaisquer, para se conhecerem pessoas e encetarem relações. A Internet, inclusive, já foi responsável por muitos casamentos enquanto que os encontros acidentais (na sala de espera do oftalmologista, por exemplo) listam apenas 1 ou 2 casos de sucesso. Dai a pertinência deste artigo (desculpem se tendencioso) sobre as vantagens da utilização de sites de encontros contra os bares e discotecas.

5 vantagens dos sites de encontros ou… 5 desvantagens dos bares e discotecas

Facilidade

Os encontros online podem ocorrer em sites bastante fáceis de aceder e utilizar. Nem é preciso perceber muito sobre Internet e novas tecnologias para conhecer pessoas na web. Estes sites são intuitivos: basta criar um perfil e utilizar o motor de pesquisa do próprio site para encontrar pessoas compatíveis consigo. Simples e rápido (leia a respeito os nossos conselhos para escolher um site de encontros). Em comparação, se resolver tentar a sorte num bar ou numa discoteca, demorará muito mais tempo (leia-se semanas ou meses) para conhecer pessoas interessantes. E não conseguirá faze-lo com tanta facilidade como nos sites de encontros. Primeiro tem de se arranjar (um site dispensa isso), depois tem de se deslocar até determinada zona (um site fica à distância de um clique) e por fim, olhar para as pessoas que estão no bar e tentar adivinhar se podem existir afinidades (um site responde-lhe de imediato).

Privacidade

Uma das maiores vantagens de um site de encontros é a privacidade. Se não quiser, não precisa de se identificar publicamente, pode utilizar um pseudónimo à sua escolha. Desta forma ninguém saberá com que está realmente a falar até que se decida a revelar o seu nome ou a marcar um encontro presencial. Num bar não há privacidade. Claro que pode mentir sobre o seu nome e idade a um desconhecido, mas o seu rosto, o seu corpo, a sua voz estão ali.

Possibilidade de escolha

chat versus bar

Num site de encontros o leque de escolha é grande, gigantesco. Num só dia poderá conhecer uma série de pessoas, filtrá-las e escolher apenas aquelas em que está mais interessado(a). A própria plataforma dá uma ajuda valiosa, obrigando ao preenchimento de um perfil (em primeiro lugar) onde cada membro deve colocar informações importantes e interessantes a seu respeito e colocando filtros (em segundo lugar) de modo a que os membros possam limitar as suas pesquisas a pessoas com as quais o software percebeu que têm afinidades. Num bar, curiosamente, um encontro é mais às cegas do que na Internet, porque terá de agir por intuição. A etapa 1 é interessar-se pelo aspeto de uma pessoa. A etapa 2 é conseguir chegar-lhe à fala. A etapa 3 é perceber em dois dedos de conversa se a pessoa lhe interessa. No entanto, num bar pode surgir uma etapa 4 que de modo algum tem de enfrentar online: perceber que a pessoa com quem está não lhe interessa e sentir-se na obrigação de fazer conversa de circunstância por educação… e lá se desperdiça mais uma noite, não é verdade? No site, em qualquer momento pode dizer: “tenho de ir, o telefone está a tocar” ou “tenho de estender a roupa” ou “vou lanchar”. Além disso, num chat pode despedir-se de uma pessoa ao mesmo tempo que já está a iniciar uma conversação com outra. Num bar, numa mesma noite, isso seria pouco apropriado e até repreensível.

Maior honestidade

Como as pessoas estão “escondidas” atrás de um computador, num site de encontros não há motivos para serem desonestas, não há a necessidade de mentirem para tentar impressionar alguém. Online é mais fácil serem elas próprias sem receio de criticas, rejeições, reclamações. E isso, curiosamente, dá aso a uma maior genuinidade. Num bar, a tendência para tentar impressionar a pessoa com quem está a falar é maior e há uma urgência temporal que num site não se impõe. Se não agradar a essa pessoa agora, pode não ter outra oportunidade e assim, lá vai dourando a moldura.

Sem horários nem restrições físicas

Num site de encontros não há propriamente horários. Quem está, está, quem não está estivesse. Qualquer altura do dia é boa! Se se sentir sozinho(a) ou se tiver um tempinho livre, por exemplo à hora de almoço ou durante o intervalo do seu horário de expediente, pode entrar e utilizar o chat para conversar com outros membros, mesmo aqueles que estão fisicamente longe do local onde se encontra a teclar. Num bar há horas e dias para tentar a sorte. Em primeiro lugar tem de esperar pela próxima saída à noite com os seus amigos. Em segundo lugar tem de rezar para encontrar alguém disponível e em terceiro lugar – estando reunidas as duas primeiras condições – só consegue conhecer pessoas que frequentam o bar em causa, ou seja, que morem ou trabalhem nessa zona.

Site de encontros online, bar ou discoteca? Jardim, escritório ou ginásio? Diga-nos o que melhor funciona para si!


Um comentário

  • Maria Renata 5 fev 2018, às 11:07

    N unca conheci ninguém que valhesse a pena num bar, não digo que não haja Homens interessantes a frequentar, simplesmente não devem de ser muitos. E depois com o ambiente da noite e o alcool ainda se torna mais díficil conhecer de modo sério.

Comente o artigo

Campos obrigatórios *